WarpCast 47 – Onimusha

Chegamos com tudo pra falar de Onimusha, um jogão com temática samurai para o Playstation 2, que possui muitas inspirações em Resident Evil e que recebeu recentemente uma versão remaster. Para contar as histórias por trás do desenvolvimento, comentar os principais aspectos do game e muito mais, se reúnem JP Moraes, Sidney Rodrigues, Mano Beto e Andreia Oliveira.

Então viaje no tempo para o período Sengoku e venha ouvir!

>>>COMPRE AQUI OS INGRESSOS PARA A BGS<<<

RECURSOS
Download em MP3
Se inscreva via RSS
Se inscreva no iTunes
Ouça pelo Spotify


LINKS DO EPISÓDIO
WarpZone.me
Texto ONIMUSHA: WARLORDS | DIAS DE GAMEPLAY 8 por Andreia Oliveira

Adquira aqui o Livro 101 Games n° 16 PlayStation 2

Previous ArticleNext Article
  • Fábio Pacheco Alcantara

    Eu sabia que os comentários iriam começar pela forma de movimentação do personagem, há há há há há há. Eu creio que esse formato de movimentação que hoje marca os jogos dos consoles como PS2 e seus contemporâneos sejam uma limitação da época ou uma escolha estética.
    Eu não tinha jogado o primeiro, gostei muito e ficou muito bonito o trabalho feito nesse remaster, espero que venham o jogo novo dessa série e desejo muito que ele venha sem completinho como os outros três jogos e não todo fatiado como são quase todos jogos hoje.
    Comecei jogando o terceiro que saiu para PC, ele é maravilhoso, é possível entender a história sem ter jogado nenhum dos outros dois. O ator que aparece como personagem no terceiro jogo, faz sentido e sua participação é explicada logo no começo do jogo. O terceiro é legal pelo replay dele que é bem parecido com o sistema do residente evil 2. O terceiro jogo foi muito marcante para min, a história é muito boa idem para o nome das espadas e suas habilidades a que eu mais gostava de usar era a Kuga a espada do vento, linda no formato e principalmente porque cortava ao meio os inimigos com sua habilidade do vento.

    • ManoBeto

      Eu gosto dessa fusão que o terceiro jogo promove. A ambientação do primeiro é bem legal também junto com a trilha sonora. Acho que que a série poderia ter um tratamento mais carinhoso da Capcom, mas com um Sekiro, fica a pergunta: Será que ela realmente lançara um novo game? Esperamos que sim. Um grande abraço e obrigado pelo comentário.

      • Fábio Pacheco Alcantara

        Eu que sempre agradeço a vocês pelo ótimo trabalho feito na produção de conteúdo.
        Esse seriko eu nunca joguei, apenas vi alguns vídeos.
        Concordo, essa série merecia uma atenção maior. Torço para que outras séries tão boas quanto essa sejam lembradas e saiam dos armários e gavetas.

    • Valeu por ouvir mais uma vez Fabião!
      Cara, tenho q acelerar essa jogatina pra poder seguir adiante na franquia e falar principalmente do 3 em um cast futuro… Cada review que leio, como o seu, só me dá mais e mais vontade de jogar.
      Você chegou a jogar Genji do ps2? Eu sempre indico pra todo mundo e acho q tem alguma pequena semelhança com o onimusha 3, apensar de o foco ser total no hack’s slash. Vale muito a pena pela temática, atmosfera, história, trilha sonora e jogabilidade… Espero um dia convencer a galera do podcast a deixar fazer um sobre… kkkk

      Abração!

  • Junior Xavier

    Ta ai uma serie que foi evoluindo bem, o primeiro e o segundo são duros de engolir, mas depois foi refinando.
    Lembrando que muito game de ps2 ta intragavel hoje, e os de ps1 entao nem se fala, arde os zoios!
    Se ah vale um cast, evolução da jogabilidade.
    Abs

    • ManoBeto

      Falamos de alguns jogos que não envelheceram bem no warpcast 20. Vale a e penar ouvir. Grande abraço e obrigado pelo comentário.

    • Vlw, Junior, obrigado por ouvir mais um cast nosso!
      Eu não sei se você chegou a ouvir o versus sobre dificuldade nos jogos, mas penso em gravar novamente, expondo mais pontos de jogabilidade e com opiniões diferentes… acha q vale a pena?

      • Junior Xavier

        total apoio aqui. troca de geraçoes e de novos usos de engine, que nem sempre se saem bem, ou sao corretamente exploradas.
        a maior parte de games de ps1 e n64 envelheceram muito mal, na minha modesta opiniao.