WarpCast 35 – Tetris

Considerado por muitos o melhor jogo já criado, Tetris é o tema do WarpCast dessa semana em comemoração dos seus 35 anos. Para este episódio mais que especial, JP Moraes, Sidney Rodrigues e Oda Lemos recebem Leandro Pereira, dos podcasts Fermata e Ergo.

Então pegue seu Brick Game e venha ouvir!

Edição e vitrine: JP Moraes

RECURSOS
Download em MP3
Se inscreva via RSS
Se inscreva no iTunes
Ouça pelo Spotify


LINKS DO EPISÓDIO

Conheça o Fermata
Conheça o Ergo
Tetris na Play Store
Tetris.com

Previous ArticleNext Article
  • Junior Xavier

    o game preferido dos camelos, chaveiro com 352 versoes do game. vendia horrores aqui na rua. bom que deu origem a um ramo inteiro de games.
    abs.

    • Fala, Junior!
      Pois é, esses mini games não tiveram limite! Cheguei a ver em formato de PSP e td… hahahah
      Abração!

  • Francisco Ferreira

    Ótimo cast, depois deste episódio descubro que tive a síndrome do Guitar Hero, kkkk. Eu via as cores da notas descendo na cabeça, e quando ouvia música ficava imaginando as cores.

    • Nooooooooooossa, guitar hero devia fazer muito isso msm!
      Imagina as horas com bolinhas colocridas descendo pela tela… Doido demais!
      Abração, Francisco!

  • Baita podcast como sempre! Acho que todo mundo teve um Brick Game, auhauha! Eu ttive um com calculadora embutida!
    O melhor versão oficial é Snake Tetris
    https://www.youtube.com/watch?v=OrtIH0xgLOw
    Imagem de da primeira demo do jogo
    https://uploads.disquscdn.com/images/6b26f2b2faf9876e964736e471c981c925f13f8f4173c6f3166ee583a9557f0f.png

    Abs!!!

    • Grande Guilherme!
      Muito obrigado pelo elogio ao cast.
      Tô tentando há alguns minutos entender esse snake tetris… kkkk Mas achei daora demais!
      Abração, mano!

  • Fábio Pacheco Alcantara

    Esse jogo foi arroz de festa nos bric portáteis e similares.
    Ah, os brics games, o melhor de tudo era ver ele ser vendido em todas as esquinas aos berros.
    Quanta confusão para o licenciamento desse jogo, as empresas faziam todas as mutretas possíveis.

    • Pois é, Fábio, uma “mutreta” atrás da outra nesse licenciamento… rs
      Sinto falta de jogar o Brick Game. Ainda tenho um aqui que funciona mas uma parte da tela não mostra os blocos, infelizmente…
      Abração!

      • Fábio Pacheco Alcantara

        Rapaz, na Uruguaiana se com toda certeza acha um bric game. 🙂

  • Tiago Ramos Melo

    Engraçado que só conheci o Tetris somente nos famigerados Bric games da vida, aquelas famosas 9 (insira o número de 9 que você quiser) x 1, aquela tela petro e branco com os mais variados jogos dos quadrados, só depois conheci direito o Tetris. Sem contar que a história do cara foi pra lá que um conto de novela, o cara faz o jogo sem ganhar nada e ainda por cima oprimido pela cortina de aço russo….e olha que as pessoas que tinham o jogo ficaram $$, acho que esse cara ficou p… da vida por inúmeras vezes.
    Quando falaram das versões de Puyo Puyo, tinha o grande sucessos do master, o Dr. Robotinik’s mean beam machine, olha que jogava num nível pra lá de hard, eu jogava numa televisão preto e branco. Imagina como descobrir as cores e encaixar no momento certo, mas era a minha alegria por me desafiar a minha mente. Foi um cast interessante falando desse revolucionário jogo. Parabéns ao envolvidos.

    • Nossa, jogar Dr Robotnik’s na TV preto e branco é o verdadeiro modo hard! hahaha

      • Tiago Ramos Melo

        vida de pobre é assim kkk.

  • Raphael Rosati

    Parabéns pelo podcast, me deu uma baita vontade de jogar Tetris, principalmente o Tetrisphere comentado no episódio.

    • Valeu, Raphael! Que bom que fomentamos esse desejo de jogar o tetris… Só não me responsabilizo pelo Tetrisphere. kkk
      Abraços!