WarpCast 30 – A violência nos games influencia os jogadores?

O recente massacre em Suzano trouxe de volta uma velha polêmica por parte da mídia e dos políticos: a culpa é dos vídeo games?
Para debater este tema delicado, JP Moraes e Sidney Rodrigues contam com a ajuda do filósofo Rafael Belmonte (WarpZone) e da formando em psicologia, com experiência na área de saúde mental e tecnologia, Dani Almeida (Portal Deviante / Scicast / Los Chicos).

Agradecimento especial ao Evandro Fernandes (Café com Porrada).

Edição e vitrine: JP Moraes

RECURSOS
Download em MP3
Se inscreva via RSS
Se inscreva no iTunes
Ouça pelo Spotify


LINKS DO EPISÓDIO

Conheça o Deviante
Conheça o Scicast
Conheça o Spin de notícias
Conheça o Los Chicos
Conheça o Café com Porrada

Previous ArticleNext Article
  • Junior Xavier

    podcas serio, nem vou zuar…
    midira vou sim.
    enquanto to jogando, fico muito violento sim, depois passa.

    • “midira vou sim.” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Perder por causa de conexão ruim me deixa desgraçado da cabeça… hahah
      Abração e obrigado por ouvir

  • Tiago Ramos Melo

    Se fosse assim, eu estaria preso, morto ou em uma força armada clandestina no meio da Colômbia….mas tirando isso, sei que muita gente ficar torto em relação pra botar a culpa nos jogos violentos. Cabe a pessoa que consuma ser responsável pelos seus atos, acho que ele teve a idéia de jogar e ser aquela pessoa do jogo, mas cabe ele também ele saber o que é real e o que é fantasia. Não tive nenhum problema com esses jogos e nem eles mudaram meu jeito de ser com a sociedade. Mas como falaram no final, agora temos que saber o que é jogo violento e o que não é (ou jogo Nintendo kkkk). Bela discussão e isso tem muito pano no chão, mas cabe todos nós saber e ter um bom senso do que é bom e o que pode ser mostrados pra mídia.

    • Vamos fazer esse episódio prometido sobre o que é ou não um jogo violento com toda ctz.
      Muito obrigado por ouvir o episódio. Abraço!

  • Fábio Pacheco Alcantara

    Muito bom o podcast abordar um tema assim.
    A violência em nossa sociedade é muito anterior aos jogos eletrônicos, a televisão aberta essa sim, é muito influente para o aumento da violência em nossa sociedade. Os jogos do tipo citado, são uma emulação dessa realidade. O que deixa os jovens violentos é nossa sociedade violenta e todos os seus códigos violentos.
    Perfeito citar os jornais policialescos, esse exemplo é muito citado. O discurso moralista e marginalizar não ajudam, mas, servem para acalmar as massas. Não sei se, é um problema geracional, creio ser mais de informação, como foi citado, a má informação é um grande problema nisso tudo.
    Se hoje em dia as pessoas em geral, ficam mais nos equipamentos eletrônicos jogando, também é pela falta de opção de espaços de lazer e próximos a residência.
    Como foi dito, jogos eletrônicos que emulam violência, é o escolhido para ser o marginalizado da vez e assim tirar o foco e a visão dos reais motivos dessa violência em nossa sociedade.

    • Que bom que curtiu o cast, Fábio! Fico muito feliz.
      Abração!

  • Junior Xavier

    Top five de podcast esse.
    Boas argumentações.
    E bons convidados.
    Só deu pra ver que Rafael tem problemas com pai e avô. Claramente vem de uma família disfuncional..
    … Zuera poha.

    • Valeu por ouvir, Junior! Abração, cara!