GeekZone 30 – Matrix


Sidney Rodrigues e JP Moraes recebem  Filipe Pereira (Vortex CulturalCinema Raiz e Cine Alerta) e Jefferson Modesto para debater o filme que revolucionou o cinema de ação na virada do milênio: Matrix.
Neste episódio discutimos a filosofia, a estética e tudo mais que compõem essa obra prima moderna.

Então, tome a vermelha e vem ouvir!

RECURSOS
Download em MP3
Se inscreva via RSS
Se inscreva no iTunes

LINKS DO EPISÓDIO
Conheça o Versus Podcast
Conheça o Vortex Cultural
Conheça o Cine Alerta

Previous ArticleNext Article
  • Ouvi o programa e gostei demais!! Foi muito bom poder relembrar essa saga maravilhosa e todos os debates que ela gera, em tantos aspectos. Acho que poucas vezes um filme rendeu tantos debates, questionamentos e reflexões como este. Claro que os conceitos não são novos, mas conseguir unir harmonicamente tantos conceitos diferentes, de origens diferentes, e tudo isso funcionar como um único universo é incrível. Tem muitos conceitos que são pura ficção, mas tem muitos conceitos reais e alguns que a humanidade sempre perseguiu, mas nunca conseguiu provar. Eu nunca entendi porque tanta raiva dos filmes 2 e 3 e, assim como o Sidão, sempre vi Matrix como uma soma de tudo que foi apresentado em todos os conteúdos e mídias que eles lançaram, principalmente os 3 filmes e o Animatrix. Os filmes 2 e 3 podem até não ser tão bons quanto o primeiro, em alguns aspectos, mas o importante é que a essência das ideias e do universo que as Wachowski quiseram apresentar está ali. Pra mim Matrix é uma saga dividida em 3 etapas, que são os 3 filmes. O primeiro teve um impacto muito maior, obviamente por ser o primeiro e ter gerado todo aquele buzz, mas ignorar o 2 e o 3, pra mim, é ignorar dois terços da história que as criadoras pensaram e quiseram transmitir. Lembro também que na época eu já curtia demais a banda P.O.D. e eles lançaram uma música e um clipe totalmente inspirados no filme (que fez parte da trilha sonora) e isso fez com que eu gostasse ainda mais de tudo relacionado ao Matrix: https://www.youtube.com/watch?v=d_k5DUi_FqE. Apesar do foco exagerado na crítica aos filmes 2 e 3 eu gostei muito dos debates que ocorreram entre os participantes, e das visões diferentes de cada um sobre os conceitos apresentados nos filmes. Acredito que o objetivo das Wachowski tenha sido exatamente esse. Enfim, obrigado por mais esse programaço e parabéns a todos.

    • Valeu por mais um comentário, Caleb!
      Cara, eu acho que caberia um outro podcast pra gente discutir a parte 2 e 3 a fundo, sabe? Na edição eu deixei o mínimo possível pra não perder o foco no primeiro filme. Eu entendo o posicionamento seu e do Sidão de ver a trilogia Matrix como algo unico e até concordo. Mas eu vejo ele como a trilogia clássica de star Wars. O Uma Nova Esperança é um filme de partida, fechado, com uma situação finalizada. Já o 5 e 6 são filmes que expandem o universo, criam novas narrativas e o 5 depende do 6.
      Mas enfim, é uma visão bem pessoal minha.
      O que vc acha dessa ideia do outro cast? Abração!

      • Ah ta, eu concordo plenamente. Acredito que fica melhor assim, até porque é muito conteúdo pra abordar. Valeu!

  • Tiago Ramos Melo

    Olha que só vi o primeiro filme e já vi bastante coisa, o mais engraçado era que não entendia p….nenhuma. Foi uma revolução no cinema e quem nunca queria fazer aquele pose do Neo desviando das balas em slow motion. A história e bem complexa mas que com calma vai entendendo como e aquele mundo e suas decisões. Foi um bom cast falando dessa saga

  • Fábio Pacheco Alcantara

    Esse filme e outros dois tem é coisa para se falar, como foi citado no programa mas, eu vejo esse filme de 1999 como uma das muitas portas que fecharam o século XX e anunciavam o século XXI. O filme apresenta uma série de questões que já começavam a ser sentidas no final dos anos 90 com o avanço da internet e automação mas eram incipientes e hoje fazem parte do nosso dia a dia.